Páginas

quinta-feira, 15 de julho de 2010

De silêncio e de luz

Eu te amo calado
Como quem ouve uma sinfonia
...
Tem certas coisas que eu não sei dizer
(E digo)
 

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Sus ojos infinitos

Em noite estrelada... pensando, sonhando...
En las noches como ésta la tuve entre mis brazos.
La besé tantas veces bajo el cielo infinito.
 
¡Cómo no haber amado sus grandes ojos fijos!