Páginas

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Um sonho que perfilho

E se regressei aos anos 80, não poderia deixar de fazer uma especial referência aos primeiros tempos do Rock Português. E no meio de tantas possibilidades de escolha, preferi este ar de rock: Sei de uma camponesa.

Sei de uma camponesa
Que dança à noite na eira
Perfumada de avenca e feno


 


domingo, 14 de janeiro de 2018

In the silent dawn


Um dia, em pleno 1980, numa única tarde, assisti a dois filmes de seguida, talvez por culpa das respectivas BSO/OST





Enjoy

sábado, 13 de janeiro de 2018

Um postal de correio


Nas minhas navegações, deparei com este curioso e muito interessante sítio onde podemos encontrar diversos postais ilustrados, fazendo-nos regressar a outros tempos, outras memórias.

Assim, para "ilustrar" o meu post, escolhi este, com a Praça da Alegria: Sabem onde fica? :-)


sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Temos nosso próprio tempo


Sou fã do rock brasileiro desde a década de 80 porque tive a oportunidade de acompanhar a sua explosão, por essa altura, tal como aconteceu por cá.

E falar do rock brasileiro é falar inevitavelmente dos Legião Urbana.

Esta canção teve já vários e excelentes interpretes como os Capital Inicial, o Paulo Ricardo (ex-RPM), o Wagner Moura, entre outros, mas decidi escolher a versão dos Jota Quest com a participação especial do Dado Villa-Lobos e do Marcelo Bonfá, antigos membros daquela grande banda que nasceu em Brasília.


Todos os dias quando acordo
Não tenho mais o tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo 


Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Eu sei

E do baú, um beijo guardado

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Num banco de jardim


Porque o futuro (também) se constrói com o passado, continuo a revisitar passagens antigas... como este banco de jardim.

 Imagem de autor desconhecido, retirada da net

Morrerei quando me esquecerem pelo que viverás para sempre.
YM, 9/1/2018

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

... e amanhã


Não resisti em "republicar" esta linda canção dos Jota Quest que já tinha "postado" aqui.

Agora, na versão acústica:

Só Hoje

 ... e amanhã...

... e todos os dias ...


domingo, 7 de janeiro de 2018

Saudades na Distância

Do ciclo cinema português:


Créditos: Filme João Ratão (1940); Realização: Jorge Brum do Canto; Produção: Tobis Portuguesa

sábado, 6 de janeiro de 2018

Silêncios


Imagem de autor desconhecido, retirada da net
“Confessei-o com o meu silêncio.”
Charlotte Bronte in J.E.

Silêncio em mim
Silêncio em nós
Tudo diz
Tudo é
Nada se esconde
Tudo se reflete
Num abraço único
Num abraço em nós
Num espelho que nos sorri
Silêncio em mim
Silêncio em nós
Tudo diz
Um presente passado
Um sentimento confessado
Que ainda é
Que ainda é.

YM, 6/1/2018


terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Física Quântica

Imagem de autor desconhecido, retirada da net.


Que dum tecto se faça Céu Infinito;
E se escute o que o Silêncio nos diz;
Porque a Matéria está cheia de Vazios,
Onde reina essa singular Força Motriz:
Que não se explica, não se determina,
Um Princípio de Incerteza por postular,
Um Nada, Um Vácuo, Um Zero…
E um Tudo que de nós se forma Par.

YM, 2/1/2018

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

JE

Feliz Ano Novo


Sim,
Tão simples quanto isso,
Dias, horas, instantes, momentos,
E um ano mais se passou.

Sim,
Flores nasceram,
O sol sorriu,
As folhas caíram,
E até, pasmem-se, choveu.

Sim,
Houve quem partiu,
Quem chegou,
Abraços de quem sofreu,
E beijos de quem amou.

Sim,
E um ano mais se passou…
Que da folha caída,
Nos façamos flor renascida,
Sorriso de criança,
Neste ano novo pleno de esperança.

YM, 31/12/2017