Páginas

sábado, 6 de janeiro de 2018

Silêncios


Imagem de autor desconhecido, retirada da net
“Confessei-o com o meu silêncio.”
Charlotte Bronte in J.E.

Silêncio em mim
Silêncio em nós
Tudo diz
Tudo é
Nada se esconde
Tudo se reflete
Num abraço único
Num abraço em nós
Num espelho que nos sorri
Silêncio em mim
Silêncio em nós
Tudo diz
Um presente passado
Um sentimento confessado
Que ainda é
Que ainda é.

YM, 6/1/2018


2 comentários:

  1. Belo o poema, inspirador o pensamento escrito na imagem, triste a imagem do homem solitário...

    Dói-me mais a solidão alheia do que a minha própria solidão.

    (Autora do pensamento: Janita. )

    :))

    Um abraço, bom Domingo, W.McGregor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Belíssimo pensamento o teu: humano, cristão, altruísta. Um compêndio de amor ao próximo.
      Tão, mas tão, necessário nos dias de hoje.

      Com um ramo de :-) (sorrisos)

      Eliminar