Páginas

quarta-feira, 25 de abril de 2018

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Um sonho que perfilho

E se regressei aos anos 80, não poderia deixar de fazer uma especial referência aos primeiros tempos do Rock Português. E no meio de tantas possibilidades de escolha, preferi este ar de rock: Sei de uma camponesa.

Sei de uma camponesa
Que dança à noite na eira
Perfumada de avenca e feno


 


domingo, 14 de janeiro de 2018

In the silent dawn


Um dia, em pleno 1980, numa única tarde, assisti a dois filmes de seguida, talvez por culpa das respectivas BSO/OST





Enjoy

sábado, 13 de janeiro de 2018

Um postal de correio


Nas minhas navegações, deparei com este curioso e muito interessante sítio onde podemos encontrar diversos postais ilustrados, fazendo-nos regressar a outros tempos, outras memórias.

Assim, para "ilustrar" o meu post, escolhi este, com a Praça da Alegria: Sabem onde fica? :-)


sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Temos nosso próprio tempo


Sou fã do rock brasileiro desde a década de 80 porque tive a oportunidade de acompanhar a sua explosão, por essa altura, tal como aconteceu por cá.

E falar do rock brasileiro é falar inevitavelmente dos Legião Urbana.

Esta canção teve já vários e excelentes interpretes como os Capital Inicial, o Paulo Ricardo (ex-RPM), o Wagner Moura, entre outros, mas decidi escolher a versão dos Jota Quest com a participação especial do Dado Villa-Lobos e do Marcelo Bonfá, antigos membros daquela grande banda que nasceu em Brasília.


Todos os dias quando acordo
Não tenho mais o tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo 


Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Eu sei

E do baú, um beijo guardado

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Num banco de jardim


Porque o futuro (também) se constrói com o passado, continuo a revisitar passagens antigas... como este banco de jardim.

 Imagem de autor desconhecido, retirada da net

Morrerei quando me esquecerem pelo que viverás para sempre.
YM, 9/1/2018