Páginas

sábado, 31 de janeiro de 2015

Anima e Animus


Imagem de autor desconhecido, retirada da net


Sou a noite que te beija
E te faz nascer em crepúsculos diários
Fazes-te dia, faço-te minha
Fazemo-nos erráticos corolários
De lógica nenhuma:
O amor não se explica!
Em suma,
Equilibra-se em pólos enérgicos,
Feito Anima, feito Animus.
(Resposta alguma para os mais céticos).

Yellow McGregor 31/JAN/2015