Páginas

sexta-feira, 6 de março de 2015

Coração de Pedra


Inspirado por aqui

O meu coração é de pedra, onde não se escreve.
Nele se vai esculpindo vivências e emoções, gravadas a ferro e escopro ou por meras tintas cuspidas de uma lata qualquer, feitas arte urbana ou simples acto de selvajaria.
Nada o deixa indiferente. Tudo o marca. Como aquela mancha de pastilha elástica, mastigada e remoída, primeiro colada e depois removida.
      … Mas a água bate. Por vezes fura…
Como são belas as estátuas mesmo que desmembradas, consumidas e corroídas pelo tempo!...

O meu coração é de pedra… mas mole como plasticina em mão de criança.

Yellow McGregor, MAR2015