Páginas

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Num banco de jardim


Porque o futuro (também) se constrói com o passado, continuo a revisitar passagens antigas... como este banco de jardim.

 Imagem de autor desconhecido, retirada da net

Morrerei quando me esquecerem pelo que viverás para sempre.
YM, 9/1/2018

2 comentários:

  1. E faz muito bem em revisitar o passado, João! É nele, juntamente com o presente, que construímos os alicerces do futuro.
    Achei deliciosa, e tão verdadeira, a resposta do pai da pequena rã. :-)

    Um beijinho, boa noite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há rãs sabichonas como o mestre mocho ;-)
      Obrigado, Janita.

      Com um ramo de :-) (sorrisos)

      Eliminar