Páginas

sábado, 2 de setembro de 2017

Roda de Janeiro


(foto minha)


Chia a roda,
Chora a roda,
Pelos que partem,
Pelos que vão.
Uns regressam,
Lá n’outro verão;
Outros que não,
Tão só na saudade,
Na memória da reza,
N’ hora d’oração.

Chia a roda,
Chora a roda,
(Sor) ri a roda,
Porque o mundo roda,
Em roda d’ coração.

Yellow McGregor Ago2017

4 comentários:

  1. Lindo poema, João. Mas porquê Roda de Janeiro e não de Agosto?

    A nora faz andar à roda
    o que nos traz solidão
    porque no rodar da roda
    há os que chegam e os que vão!

    Beijinhos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque esse é mesmo o nome da roda da foto ;-)

      Obrigado pela visita, Janita.

      Com um ramo de :-) (sorrisos)

      Eliminar
  2. Sou nascida nesse mês, Janeiro é mesmo o que eu escolhi para me aventurar neste mundo tão imperfeito. Gostei do poema a lembrar que a vida é ída sem volta. Bom domingo amigo.

    ResponderEliminar
  3. É o que acontece quando se parte e mais tarde se regressa à terra natal ou quando nos reunimos com aqueles que "são carne da nossa carne"!...

    (deixo-te com uma música que também fala de uma roda, uma canção do Sérgio Godinho)

    Beijinhos sobre rodas
    (^^)

    ResponderEliminar