Páginas

sábado, 8 de julho de 2017

Le vent du nord


Muitos cantaram, ambas as versões, francesa e inglesa.
Ficará sempre a melodia, o sentimento, as folhas soltas, o vento do norte.



7 comentários:

  1. Viva!!
    Gostei das palavras que legendam a foto de topo, gostei de re)ouvir a canção, foi muito bom rever imagens de Casablanca, foi bom ouvir Eric Clapton.
    O Outono ainda vai tardar, mas com a passagem veloz do tempo, não tarda nada e temos aí as folhas douradas a cair...:)
    Gostei do seu espaço, João. É muito acolhedor.

    Um abraço e até breve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sê bem-vinda, Janita. Minha casa é vossa casa.
      Por excepção, as palavras que legendam a imagem não são minhas: tomei-as "emprestadas", tal como referido no meu segundo post, salvo erro.

      Com um ramo de :-) (sorrisos)

      Eliminar
  2. Olha... quebraste o silêncio e eu só hoje me apercebi! :)

    Vou escutar... em silêncio.
    Beijinhos (ainda) de Verão)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... é uma "espécie de post" trazido pelos ventos do Norte ;-)

      Com um ramo de :-) (sorrisos)

      Eliminar
  3. Dos muitos que a cantaram, assinalo aquele que é talvez o meu preferido, Ives Montand.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existem realmente belíssimas versões para os mais variados gostos. No fundo, o que seria do amarelo/Yellow se todos gostassem do azul? ;-) :-D
      Muito obrigado pela visita, Luísa. Com um ramo de :-) (sorrisos)

      Eliminar
  4. Em qualquer idioma essa música é perfeita, pois a música é universal. Prefiro na língua francesa, por parecer ter mais chame. Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar